segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Champignon, ex Charlie Brown Jr. comete suicídio em São Paulo


Por UOL Música
O músico Luiz Carlos Leão Duarte Junior, de 35 anos, o Champignon, ex-baixista da banda Charlie Brown Jr., foi encontrado morto no início da madrugada desta segunda-feira (9), em seu apartamento no Jardim Caboré, na zona oeste de São Paulo. 
A polícia trabalha com a hipótese de suicídio. Ao longo da manhã, a delegada Milena Suegama, do 89º Distrito Policial, esteve no local e ouviu familiares e vizinhos do músico. O síndico do prédio esteve na delegacia para entregar imagens das câmeras de segurança.
Uma equipe do Samu foi ao local e encontrou Champignon morto com um tiro na boca e com uma pistola calibre 380 na mão. A mulher do vocalista, Claudia, grávida de cinco meses, foi levada para um hospital em estado de choque. Eles teriam ido jantar com um casal de amigos e, ao voltar para a casa, o músico se trancou em seu escritório.
 
O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) antes das 5h para exames. Por volta das 9h30, o IML aguardava apenas a chegada de alguns documentos para a liberação do corpo, que deve ser levado a Santos para ser velado e sepultado no mesmo local que Chorão, o Cemitério Memorial Necrópole Ecumênica.
 
Segundo informações apuradas pelo jornal "Folha de S. Paulo", um vizinho ouviu o barulho do tiro e esteve no apartamento de Champignon no começo da madrugada.
 
O corretor de imóveis Alexandre Banaion relatou que ouviu um barulho de tiro vindo do apartamento do músico por volta da meia-noite, seguido de gritos da mulher e latidos do cachorro do casal. Ele foi até o apartamento, onde encontrou a mulher do músico chorando e gritando "Amor, você não fez isso".
 
"Foi horrível, vi o Champignon caído com um tiro na boca e uma arma na mão. Havia muito sangue espalhado", disse o Banaion à "Folha".
 
Comunicados das bandas
Comunicados nas páginas oficiais das bandas Charlie Brown Jr. e A Banca no Facebook informaram a morte do músico e agradeceu o carinho dos fãs: "A Família Charlie Brown Júnior comunica, com pesar, o falecimento do baixista Champignon, que participou de grande parte das formações da banda. Desde já agradecemos todas as manifestações de apoio dos fãs neste momento doloroso, e externamos nosso apoio à esposa, filha e todos os demais familiares", dizia o texto na página do Charlie Brown, primeiro a ser publicado.
 
Assim que a notícia da morte do músico foi espalhada na internet, o nome de Champignon ficou em primeiro lugar no Trending Topics (assuntos mais comentados) do Twitter. Músicos, fãs e amigos manifestaram surpresa e fizeram homenagens ao músico.
Júnior Lima, que foi companheiro do baixista na banda Nove Mil Anjos, disse estar em choque. "Acordei agora c a noticia do champ!!! To em choque!!!!! Perdi mais um irmao!!!!!!!! Nao to conseguindo acreditar!!!! Pqp!!!! Alguem sabe o pq?? Se ele deixou algum recado?? O q q aconteceu??? To perdido aqui sem informaçoes!!! NAO CONSIGO ACREDITAR!!!!!", escreveu no microblog.
O caso ocorre seis meses após a morte de Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr., no dia 6 de março, em São Paulo. O laudo apontou overdose de cocaína como a causa da morte do cantor. Em maio, outro músico que tocou com Champignon, Peu Sousa, foi encontrado morto enforcado com um cinto amarrado no pescoço.